Tipos de Whey Protein

Tipos de Whey Protein

Certamente você já deve ter ouvido falar sobre Whey Protein e no quanto é importante para atletas e praticantes de atividade física, no entanto, muitas pessoas tem dúvidas sobre as diferentes classes de Whey Protein e qual seria a melhor opção para elas estarem utilizando. Antes de conhecer os tipos de Whey Protein, primeiramente precisamos entender o que é o Whey Protein, suas principais características e o que o diferencia das demais proteínas.

Processo de produção:

Whey protein é um produto obtido através do processamento do leite que é um alimento de fonte proteica composto por 80% de caseína e 20% do soro do leite. Durante a fabricação de queijos essas duas frações são separadas e a caseína é utilizada nos queijos e a proteína do soro do leite que antigamente era descartada é utilizada para a fabricação do Whey Protein. 

Aspectos importantes sobre Whey Protein: 

O valor biológico é significativamente maior que do que de outras fontes proteicas, além disso é uma proteína de rápida absorção o que a torna ideal para momentos específicos de sinalização de síntese proteica como por exemplo no pós treino. 

Comparado com as outras fontes proteicas também apresenta maior concentração de BCAA’s (Aminoácidos de Cadeia Ramificada – Leucina, Isoleucina e Valina) que compõe cerca de um terço de toda proteína muscular e estão relacionados com um aumento da sintese proteica (anabolismo), principalmente pela ação da Leucina e pela sua interação e mediação na liberação de insulina. Por esse motivo, a utilização de BCAA’s junto com a utilização do Whey Protein não faz muito sentido e é considerada desnecessária. 

Contém uma grande quantidade do aminoácido L-Cisteína que o organismo normalmente apresenta deficiências com o envelhecimento e algumas condições especiais como o Diabetes. além disso, pode beneficiar em maior escala as pessoas mais velhas (inclusive acima de 60 anos) em relação a pessoas mais novas pelo fato de atenuar o catabolismo acentuado característico do processo de envelhecimento fisiológico, auxiliando na manutenção da massa muscular e proporcionando melhor controle motor, independência, longevidade e qualidade de vida. 

Embora facilite muito o consumo ideal de proteína diário devido a sua praticidade e flexibilidade de ingestão, seu consumo não deve ser exclusivo e sim complementizador de outras fontes proteicas naturalmente presentes na sua alimentação.

O consumo de Whey Protein não causa problemas hepáticos ou renais, porém o consumo elevado de proteínas em pessoas com problemas pré instalados ou com propensão a esses tipos de distúrbios é um fator de risco e deve ser monitorado com acompanhamento médico utilizando ou não a suplementação com proteínas. 

Quais são os tipos de Whey Protein ? 

Whey Protein Concentrado (WPC) – Constituído de aproximadamente 70-80% de proteína e contém lactose e gorduras na sua composição, sendo uma ótima opção para pessoas que não apresentam intolerância a lactose devido ao seu custo benefício. 

Whey Protein Isolado (WPI) – Constituido de aproximadamente 80-90% de proteína, não contém gorduras mas apresenta traços de lactose, o que a torna uma boa opção para pessoas intolerantes a lactose, porém seu custo é mais elevado em relação ao WPC.   

Whey Protein Hidrolisado (WPH) – Constituição semelhante ao WPI, porém é uma proteína isolada por processo de hidrólise formando peptídeos bioativos que são absorvidos mais facilmente sendo a opção mais indicada para individuos com disbiose e/ou mal absorção intestinal, sua desvantagem é o preço mais elevado dentre os tipos de Whey Protein que diminui o custo benefício. 

*Com relação a velocidade de absorção e valor biológico é importante ressaltar que praticamente não existe nenhuma diferença entre os tipos de Whey Protein e todos são de ótima qualidade, a diferença está na orientação e a prescrição que deve ser feita por Nutricionistas de modo que seus objetivos, individualidades biológicas e disponibilidade de investimento sejam respeitadas. 

*Atualmente é comum encontrar Blends Proteicos como o Whey Protein 3W  que é um mix composto pelas três frações apresentadas anteriormente (WPC + WPI + WPH), mas também existem Blends contendo mais tipos de proteínas como a Albumina (proteína da clara do ovo)  e a Caseína. Esse tipo de mistura dos Blends faz com que o processo de absorção seja mais lento em comparação com a proteína isolada. o que garante maior concentração de aminoácidos no sangue por mais tempo (aminoacidemia) aumentando a demanda para os músculos e prolongando a sintese proteica. 

Opções para vegetarianos: 

O whey Protein é obtido através do processamento do soro do leite, portanto lactovegetarianos também podem se beneficiar do consumo de Whey Protein afim de complementar a ingestão de proteínas e aminoácidos essenciais. A albumina e o Whey Protein podem ser combinados e utilizados na suplementação de indivíduos ovolactovegetarianos, já individuos vegetarianos podem se beneficiar de outros pós proteicos e blends de proteínas de origem vegetal compostos por proteína isoladas da soja, ervilha e arroz que também são proteínas de ótima qualidade.

Muito obrigado e até a próxima postagem ! 

Ficou com dúvidas ou gostaria de sugerir temas ? 

Envie-nos uma mensagem através do Fale Conosco, seu feedback é muito importante.

Referências: 

Propriedades fisiológicas-funcionais das proteínas do soro do leite (2004).

Plasma amino acid response after ingestion on different whey protein fractions (2009).

Soy-dairy protein blend and whey protein ingestion after resistance exercise increases amino acid transport and transport expression in humans skeletal muscle (2014).

 

  

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu